COMO GOOGLE SELECIONA OS MELHORES

GOOGLE

 

 

 

Todos os anos, Laszlo Bock, o RH do Google, recebe dois milhões de currículos. Como ele faz para escolher os melhores? É isso o que ele conta no livro Work Rules, acabou de sair nos EUA. Google não é um negócio como qualquer outro. Sua estratégia de recrutamento certamente não pode certamente ser aplicada a todas as empresas ou para todos os candidatos. Mas aqui estão cinco lições que podem inspirar qualquer recrutador.

  1. NÃO CONFIAR NA PRIMEIRA IMPRESSÃO

Para Laszlo Bock, a entrevista relâmpago é mito. O recrutador que sabe em dez segundos se um candidato será eleito é totalmente falso. E, sobretudo, inútil. Psicólogos falam de “viés de confirmação”, diz ele. O recrutador tende a interpretar ou dar prioridade a certas informações apenas para confirmar suas crenças ou suposições. 99,4% do tempo são dedicados a reforçar esse preconceito inicial. Então, esqueça.

  1. USAR TÉCNICAS TRANSVERSAIS

“O objetivo de nossas reuniões é prever como os candidatos vão se adaptar e ter sucesso na equipe em que serão alocados, prossegue Laszlo Bock. Para isso, seguimos o que preconiza a ciência: um mélange de questões estruturadas sobre comportamento, habilidades de liderança e capacidades cognitivas. Nós desenvolvemos uma ferramenta chamada qDroid, o que permite basear a entrevista ser baseada em um questionário detalhado em função do posto de trabalho e da capacidade.”

Alguns exemplos de perguntas:

  • Conte um episódio em que seu comportamento tenha tido um efeito positivo sobre a equipe. Como seus colegas reagiram?
  • Conte uma situação em que você conseguiu que sua equipe alcançasse um objetivo. Qual foi a sua abordagem, seus objetivos? Como você conseguiu desenvolvê-los tanto individualmente como coletivamente? Como você conseguiu adaptar sua capacidade liderança a cada membro da equipe?
  • Conte um episódio difícil com alguém (cliente, colega de trabalho ou escola). O que fez a colaboração ser difícil? Como você conseguiu resolver esse problema? Como poderia ter sido diferente?
  1. APLICAR O MESMO MÉTODO A TODOS OS CANDIDATOS

Laszlo Bock admite que essas questões podem ser um pouco genéricas. Mas, elas permitem justamente trazer as respostas brilhantes, as pepitas de ouro. “A idéia é identificar a melhor pessoa para o trabalho e não se alegrar se um candidato responde algo que você poderia ter dito também.”

A grade de avaliação de habilidades cognitivas, por exemplo, tem cinco critérios diferentes, principalmente a capacidade de o candidato compreender os problemas propostos.

O caminho é marcado por numerosas reuniões. Os candidatos são submetidos a muitas entrevistas e reuniões. “Nosso painel de recrutadores prepara um relatório detalhado, que será, então, lido e relido por um comitê de recrutamento. Fazer anotações garante tratamento igualitário aos diferentes candidatos e fornece uma base sólida de trabalho e de avaliação.”

  1. APRESENTAR OS N-1

Normalmente, as entrevistas são limitadas ao topo da hierarquia e aos superiores. Laszlo Bock recomenda reuniões com todas as pessoas que poderão colaborar com o futuro empregado. “Google olha para as coisas em ordem inversa e faz o futuro empregado encontrar uma ou duas pessoas que irão trabalhar para ele. De certa forma, a avaliação é mais importante do que as de outras pessoas, porque eles vão ter que conviver com o recruta. Além disso, isso evita favoritismo entre os gestores.” Outra abordagem: avaliar o candidato por um membro de outra equipe – um homem de marketing por um designer, por exemplo. “Isso dá informações desinteressadas, porque o funcionário só quer o bem da empresa e manter a qualidade de recrutamento”, ele considera.

  1. SEMPRE RECRUTAR OS QUE SÃO MAIS INTELIGENTES QUE VOCÊ

Segundo Laszlo Bock, nunca se deve baixar o nível de exigências quanto à qualidade das contratações e sempre tentar escolher o melhor. Ele concluiu: “Estipule uma escala muito alta antes de recrutar e não a comprometa. Você precisa saber antes de começar que qualidades procura e a melhor maneira é reter as pessoas que são melhores que você.”

Saiba mais: http://www.lexpress.fr/rh-management/recrutement/cinq-techniques-de-google-pour-recruter-les-meilleurs_1670694.html#4UizAMs4RtEMEW9F.99